Da Página do MST 


O MST vem a público repudiar as declarações do deputado estadual Douglas Garcia (PSL) contra a também deputada Erica Malunguinho (PSOL), feitas na tarde dessa quarta-feira (3), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). 


Após o discurso de Malunguinho em defesa da identidade de gênero em práticas esportivas, Garcia se dirigiu a deputada com o seguinte comentário: “Se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá à tapa e depois chamo a polícia".


A fala transfóbica de Douglas Garcia é marcada pelo valores que ele e seu partido defendem, ao atacar Malunguinho - que foi legitimamente eleita com 55.223 votos - Garcia passa por cima não só do decoro parlamentar, mas também, de todas as milhares de vítimas que sofrem diariamente com a violência e o preconceito em um Brasil que continua a ser o país onde mais transexuais são mortos, segundo dados da ONG Transgender Europe (TGEU).  


Todo nosso apoio e solidariedade a Malunguinho, que sabemos, não se deixará abater diante de nenhuma postura discriminatória e de caráter duvidoso.


Nossa luta é todo dia e seguiremos juntos e apoiando todas e todos aqueles que dela participam. 

 

Direção Estadual MST/SP

São Paulo, 4 de abril de 2019.