Do Brasil de Fato


Mais de um milhão de pessoas saíram às ruas em defesa da Educação no último dia 15 de maio. As mobilizações continuaram, e os estudantes e trabalhadores decidiram retomar os protestos nesta quinta-feira (30).
 

Os eventos foram motivados pelo corte de 30% do orçamento das universidades federais, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, os manifestantes protestam contra a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro (PSL), que ameaça o direito a aposentadoria e favorece o sistema financeiro.
 

Acompanhe o dia de manifestações de Norte a Sul do país e as últimas informações sobre o desmonte da Educação promovido pelo presidente de extrema direita.