Da Página do MST 

 

De 16 a 18 de maio, foi realizada na Universidade Federal do Tocantins (UFT) a 5º edição da Jornada Universitária (JURA). A atividade contou com a participação de estudantes, professores, técnicos, lideranças de movimentos populares, indígenas, quilombolas, atingidos por barragens, acampados e assentados da Reforma Agrária.


A JURA, que este ano trouxe o lema: “Nosso nome é resistência, tire a mão dos nossos territórios”, é realizada na UFT desde de 2014.


A programação é impulsionada principalmente pelos professores e estudantes do Curso de Licenciatura em Educação do Campo e por integrantes de movimentos sociais da região do Tocantins. 



Com uma ampla programação em defesa da Reforma Agrária Popular, a ação é entendida como um movimento político dentro das universidade federais que reafirma a importância da educação do campo, agroecologia e da luta pela terra.