Da Página do MST 


O MST no Mato Grosso do Sul, repudia o ato violento contra indígenas na reserva Tey'i  Kue, localizada em Caarapó (MS).


A ação truculenta da Força Nacional, aconteceu na manhã dessa quinta feira (13), tendo o uso de spray de pimenta e gás lacrimogêneo, matando inclusive um cachorro da família.


Durante a ação, o indígena Guaraní Kaiowá, Leonardo de Souza, foi preso sendo acusado de atos violentos contra a polícia após o massacre de Caarapó ocorrido ainda em 2016, quando seu filho Clodioldi foi assassinado no que ficou conhecido como massacre de CAARAPÓ. Segundo os indígenas, as acusações são infundadas. 


O MST repudia todo e qualquer ação violenta contra os povos indígenas, principalmente quando se faz o uso da força sobrepondo o diálogo e ignorando direitos.