41069109_2265590786846956_6163991425173159936_n.jpg
Foto: Divulgação/MST


 

Da Pagina do MST

 

O candidato à presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT) Fernando Haddad e sua vice Manuela, assumem compromisso em carta aos Agricultores e Agricultoras Familiares e Camponeses e Camponesas brasileiras, de que farão um governo que irá devolver a dignidade e a melhoria da qualidade de vida “ao homem e à mulher do campo”.


Ainda segundo a carta, o governo de Haddad não vai aceitar a aprovação de reformas que acabem com a aposentadoria rural e os direitos conquistados. 


“Quero reafirmar meu compromisso com a recriação do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o fortalecimento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), a realização da reforma agrária e a retomada das políticas bem sucedidas do governo Lula para a agricultura familiar, com mais crédito e assistência técnica”, afirmam os candidatos Haddad e Manuela, em carta.


Leia a carta na íntegra:

 

Estimadas companheiras e estimados companheiros agricultores e agricultoras familiares e camponeses e camponesas

 

Quero saudar a todos vocês que dedicam suas vidas a cuidar da terra e a produzir os alimentos que vão para o prato de todos nós brasileiros. 


Nossos governos, vocês bem sabem, foram o que mais fizeram pelo agricultor familiar e pelo camponês em toda a história do Brasil. Do crédito à assistência técnica, da compra direta da agricultura familiar até o Luz Para Todos começamos a mudar a cara do campo. Demos especial atenção para a Educação do Campo e garantimos a aposentadoria para quem vive no campo.


O governo Temer, porém, escolheu o povo do campo como inimigo. Além de aprovar uma reforma trabalhista que retira direitos duramente conquistados, Temer tentou acabar com a aposentadoria rural e chegou a extinguir o Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA). Bolsonaro, que representa a continuidade desse governo, defende a reforma da previdência rural e afirma que o trabalhador do campo, deve ter menos direitos que o trabalhador da cidade, o que é inaceitável.


Meu governo vai devolver a dignidade ao homem e à mulher do campo. Não aceitaremos reformas que acabem com a aposentadoria rural e os direitos conquistados. Quero reafirmar meu compromisso com a recriação do MDA, o fortalecimento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), a realização da reforma agrária e a retomada das políticas bem sucedidas do governo Lula para a agricultura familiar, com mais crédito e assistência técnica.


Estaremos juntos na construção de um Brasil justo e democrático, que garanta ao trabalhador rural condições dignas de vida e trabalho.


Um forte abraço,


Fernando Haddad 13 – Presidente
Manuela - Vice 
O Brasil Feliz de Novo!

 

São Paulo, outubro de 2018