Da Página do MST 

 

O movimento afirma que a prisão é arbitrária e  faz parte do projeto de retirada de direitos dos trabalhadores. "A prisão de Lula é a coroação do golpe pelo judiciário.


Quem não se levantar agora será conivente com toda arbitrariedade, com o fim dos nossos direitos e com essa corja que está destroçando nossas intuições democráticas", afirmou Ester Hoffmann, da direção nacional do MST.


Os manifestantes convocam os trabalhadores para as ruas. "Não podemos nos calar, o Brasil inteiro pagará a pena se Lula for preso. E pagará caro, com nossas riquezas, com nossa água, terra, petróleo. Se fazem isso com alguém que chegou a ser nosso presidente, imaginem o que farão com o povo pobre deste país", alerta Hoffmann.


"Aqueles que se iludem que isso é justiça, verão que os verdadeiros corruptos como Temer e Aécio continuarão à vontade para saquear o Brasil, mas estes, a história não absolverá", afirma a dirigente, citando a famosa defesa de Fidel Castro, pré revolução cubana. 


Em Belo Horizonte, a concentração das manifestações de hoje incia às 10h e sai às 16h, da Praça 7.