Da Página do MST 


Nesta quinta-feira (08), Dia Internacional da Mulher, em que diversas organizações e movimentos do Brasil e do mundo usam mais uma vez a rua como espaço de luta e resistência, a Marcha das Mulheres Negras de São Paulo convoca mulheres negras de todo estado para irem às ruas lutar contra o racismo, o patriarcal e o cis heteronormativo no Bloco das Mulheres Negras que sai da Praça Oswaldo Cruz, Paraíso, a partir das 16 horas.


“Nós mulheres negras estamos nas ruas para expressar nossa indignação e exigir justiça para nossos filhos, vítimas do genocídio realizado pelo Estado brasileiro, que mata a população negra não só pela bala da Polícia Militar genocídio realizado pelo Estado brasileiro, que mata a população negra não só pela bala da Polícia Militar, mas também pela falta de infraestrutura nas periferias, pela falta de acesso à saúde pública de qualidade, ao trabalho digno, aos espaços de lazer e de educação. Pelo descaso com a população negra e periférica considerada descartável”, destaca manifesto de convocação. 


O dia é de luta e não há espaços para comemorações. O documento aponta reivindicações históricas da classe trabalhadora como moradia digna, saneamento básico, educação de qualidade. Além de ações por parte do poder público que garantam vagas em creches e escolas, direitos trabalhistas para o povo preto. 


Confira abaixo na integra. 

 

0001.jpg