photo_2018-03-07_12-21-38.jpg
Divulgação/MST

 

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia
Da Página do MST


“Estamos em luta para denunciar a perda de direitos dos trabalhadores e, principalmente, das trabalhadoras do campo e da cidade”, explica Domingas Farias, da direção estadual do MST, durante ocupação na Prefeitura Municipal de Boa Vista do Tupim, localizada na região da Chapada Diamantina.


A ação teve início na manhã desta última quarta-feira (7) e contou com a participação de 450 mulheres dos assentamentos e acampamentos do MST na região. A mobilização faz parte da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra, que tem realizado lutas em todo país contra as medidas golpistas do governo Temer, mas também contra o agronegócio, a violência e o capital.

photo_2018-03-07_12-21-33.jpg
Divulgação/MST


Em meio a gritos de ordem e músicas que impulsionam a luta no dia a dia das mulheres, foi entregue uma pauta de reivindicação à prefeitura. Entre os pontos, se destacam o acesso a infraestruturas nos assentamentos, melhorias produtivas e questões relacionadas a educação do campo.


Sobre o 8 de março, Dia Internacional da Mulher, Farias pontua que a data representa a luta por direitos, a formação política das mulheres e a conquista, “pois foi através desse ato histórico de luta e enfrentamento permanente, que conseguimos vários direitos para as mulheres”.


Ainda sem previsão de saída, as trabalhadoras montaram um acampamento em frente as instalações da prefeitura e já tem uma reunião agendada para hoje com o prefeito da cidade, conhecido popularmente como Dinho (PSDB).