*Com Informações ASCOM do deputado Valmir Assunção (PT-BA)


A presidência da república sancionou o Projeto de Lei 3700/12, do deputado Valmir Assunção (PT-BA).  A lei n° 13.598, de 8 de janeiro de 2018, inscreve o nome de João Pedro Teixeira no Livro dos Heróis da Pátria.


João Pedro Teixeira foi um líder camponês, assassinado com três disparos em 1962, vítima de uma emboscada planejada por latifundiários paraibanos.  Ele foi responsável por fundar a primeira liga camponesa na Paraíba. 


“É uma grande vitória dos movimentos sociais de luta pela terra. Ao inscrever o nome de João Pedro Teixeira no Livro dos Heróis da Pátria, fica consignada a nossa homenagem, a homenagem do MST e de todos os trabalhadores do campo brasileiro aos verdadeiros heróis do Brasil e do seu desenvolvimento econômico e social”, afirmou o deputado Valmir Assunção.  


As Ligas Camponesas foram criadas inicialmente como associações e tinham objetivos definidos: prestar assistência social e defender direitos de arrendatários, assalariados e pequenos proprietários rurais.


Nascido em 04 de março de 1918, no distrito de Pilõezinhos, município de Guarabira a 90 quilômetros da capital paraibana, João Pedro Teixeira foi um ativo militante das causas camponesas no final dos anos 50. Ele foi casado com Elisabeth Teixeira, com quem teve 11 filhos.


O Livro dos Heróis da Pátria também é conhecido como “Livro de Aço”, referência ao material em que é confeccionado. Ele está exposto no Panteão da Pátria, em Brasília, e homenageia brasileiros que tenham oferecido a vida à Pátria. Entre os nomes já inscritos no livro estão o de Tiradentes, Zumbi dos Palmares e Santos Dumont.