LRM_EXPORT_20180108_165336(1).jpg

 

Por Juliana Adriano
Da Página do MST

 

Na manhã da segunda-feira (8), cerca de 80 família Sem Terra ocuparam a antiga fazenda Agroceres, localizada em Fraiburgo, na região central do estado de Santa Catarina. A área de 600 hectares havia sido empenhada no antigo Banco do Estado de Santa Catarina (BESC) há mais de 18 anos. Apesar de ser arrendada, existem dívidas altíssimas relacionadas ao terreno até os dias de hoje. O acampamento montado nesta segunda-feira busca denunciar o descaso em relação à situação irregular das terras e demandá-las para que sejam destinadas à Reforma Agrária.


As famílias já ocupavam uma outra área na região, onde haviam montado o Acampamento Iratam Rodrigues. Apesar de terem deixado a área para realizar a ocupação desta segunda-feira, os trabalhadores e trabalhadoras reforçam a denúncia de que a área​ ocupada anteriormente não teve o processo concluído pelo Incra, e é demandada pela Perdigão, empresa que possui irregularidades junto ao Ministério da Fazenda.


Para Roque, dirigente regional do MST, "não é justo que os ricos sigam com dívidas, com irregularidades relacionadas às terras, e sigam usufruindo de um bem que deveria servir para produzir alimentos. Enquanto isso, muitas famílias seguem lutando debaixo da lona preta".

 

*Editado por Leonardo Fernandes