Do MTD 

 


Por meio de caminhadas, audiências, aula pública e coleta de assinaturas para revogar a Reforma Trabalhista, os trabalhadores e trabalhadoras estarão mobilizados nas cidades de Canoas, Gravataí, Eldorado do Sul e Palmeira das Missões. O Movimento também promoverá ações em Fortaleza, no Ceará; em Aracaju, no Sergipe; em Montes Claros e Belo Horizonte, em Minas Gerais; e no Distrito Federal.


Na região Metropolitana de Porto Alegre, a partir das 17 horas, haverá caminhada no Assentamento Portal dos Pinheiros (parada 102), em Gravataí, para reivindicar a regulamentação fundiária. Após, às 18 horas, será promovida uma aula pública sobre Direitos Humanos e Direito à Moradia, na parada 102A.


Em Eldorado do Sul, serão realizadas audiências junto ao executivo municipal, tendo como pauta prioritária a precariedade do transporte escolar. Também terá apresentações culturais e coleta de assinaturas para a revogação da Reforma Trabalhista, na Praça Central.


Já em Canoas, no período da tarde, acontecerá uma roda de conversa sobre o sucateamento das políticas públicas e coleta de assinaturas para a revogação da Reforma Trabalhista, no calçadão central. Esta última atividade também ocorrerá em Palmeira das Missões.


Conforme o MTD, as ações no RS fazem parte da agenda de lutas nacionais, iniciada em 7 de setembro por 60 famílias que ocuparam um prédio desabitado na cidade de Belo Horizonte. A Ocupação Pátria Livre reivindicava moradia e denunciava a especulação imobiliária. Uma outra ação foi realizada dia 2 de outubro em Campinas, no estado de São Paulo. Na ocasião, 300 famílias da Ocupação Joana D’Arc, do MTD, e integrantes de outros movimentos urbanos denunciaram o corte do Orçamento do governo federal para o Programa Minha Casa, Minha Vida.