33665742824_44d6945311_k.jpg

 

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST
Fotos: Cássia Miranda

 

Foi lançada neste sábado (6) a plataforma online ChegaDeAgrotóxicos, mais uma instrumento na luta contra os agrotóxicos e pela criação de políticas que reduzam o uso de venenos na produção de alimentos no Brasil.

 

34347500512_8bd7ab6b0d_k.jpg
O ator Sérgio Mamberti também apoia esta causa. 

Apesar de já estar em funcionamento desde o dia 15 de março, o lançamento oficial foi realizado no início da tarde durante a 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária que é organizada pelo MST no Parque da Água Branca, em São Paulo.


O site tem o objetivo de ampliar a luta por uma alimentação saudável e fazer o enfrentamento direto ao chamado 'Pacote do Veneno', uma série de medidas legislativas que visam facilitar a liberação do uso de agrotóxicos no Brasil, e que está em tramitação no Congresso Nacional. A plataforma também busca coletar assinaturas pela a aprovação do Projeto de Lei 6670/2016, que institui a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNaRA). O PL é uma iniciativa da sociedade civil, que propõe mais de 100 medidas para reduzir os agrotóxicos no Brasil.


“A plataforma é uma iniciativa de unidade entre diversas organizações de áreas de atuação bem distintas, mas que encontram na luta contra os agrotóxicos um horizonte comum”. explica Alan Tygel, da coordenação da campanha, que também informou que já está em formação na Câmera dos Deputados a comissão que analisará o PNaRA.


No site, já é possível acessar artigos e outros documentos sobre a questão do uso do veneno na produção de alimentos e sobre suas consequências para o meio ambiente e para a saúde, além de materiais sobre outros temas relacionados, como os transgênicos.


A plataforma #ChegaDeAgrotoxicos é assinada por uma articulação que envolve várias organizações que atuam em diversas áreas ambientais e de produção de alimentos como o Greenpeace, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva, Associação Brasileira de Agroecologia, Articulação Nacional de Agroecologia, Aliança pela Alimentação Saudável, Aliança de Controle do Tabagismo, Central Única dos Trabalhadores, Fórum Nacional de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos, Via Campesina, entre outras.

 

*Editado por Leonardo Fernandes