IMG-20170426-WA0025.jpg

 

Por Phillyp Mikell
Da Página do MST

 

De 25 a 27 de abril, a Universidade Federal de Pernambuco, em Caruaru zrecebe a IV Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária. Com o tema “A atual conjuntura e a construção do projeto popular para o Brasil”, o evento conta com o apoio do Coletivo Caroá e do Núcleo de Estudo em Agroecologia (NEA).


No espaço, foi montada a Feira Agrecológica, com produtos do assentamento Normandia, venda de livros e exposição de fotos. Já no auditório Mestre Vitalino, acontecem conferências e debates com palestrantes de diversos movimentos sociais, para discutir os rumos da luta pela terra no Brasil, bem como sua relação com a luta por uma educação gratuita e de qualidade, no campo e na cidade. 

 

IMG-20170426-WA0022.jpg

Alguns temas específicos serão abordados pelos espaços de formação programados, como “O legado da Revolução Russa” que este ano completa seu centenário, “O legado de Paulo Freire” e a “Reforma Agrária Popular”. 


A programação ainda conta com oficinas de agroecologia, saúde popular e educação no campo. Os participantes da jornada também realizam uma visita ao assentamento Normandia para conhecerem de perto a experiência da agroindústria de beneficiamento de carnes. 


As Juras ocorrem em todo Brasil e são um importante espaço para ampliar o debate da luta pela terra junto à comunidade universitária, rompendo com suas estruturas conservadoras e pintando cada vez mais de povo os muros da academia. O MST segue na batalha das ideias, ocupando os latifúndios deste país de privilégios, onde a educação tem se tornado cada vez mais uma mercadoria.


Na atual conjuntura de golpe e retrocessos nos direitos da classe trabalhadora, as Juras assumem um caráter de enfrentamento e contribuem na formação de centenas de estudantes, que por meio delas, têm a oportunidade de conhecer aqueles que lutam e incidem na transformação da sociedade.


Do seio da união entre estudantes, camponeses e trabalhadores da cidade, pode surgir o novo. Viva a Reforma Agrária Popular!

 

*Editado por Leonardo Fernandes