Foto Antônio Kanova 2.jpeg

 

Por Catiana de Medeiros
Da página do MST

Foto: Antônio Kanova

 

Cerca de 100 mulheres da Via Campesina, da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Levante Popular da Juventude realizaram na madrugada desta terça-feira (7) um protesto contra a Reforma da Previdência Social do governo de Michel Temer (PMDB), no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre (RS).


A ação aconteceu nos portões de embarque das empresas Latam e GOL e teve como objetivo dialogar com os deputados federais e senadores que apoiam o governo Temer e viajaram hoje a Brasília, para que eles se posicionem e votem contrários à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que trata da reforma previdenciária. No protesto, as mulheres também denunciaram os impactos da aprovação da PEC aos direitos conquistados ao longo dos anos pela classe trabalhadora do campo e da cidade.


"Estamos mobilizadas para fazer a denúncia da retirada de direitos que representa esta Reforma da Previdência, pois entendemos que a população precisa ser avisada, e os deputados e senadores pressionados em relação ao seus votos, para que se manifestem contra ou a favor do povo trabalhador", explica Roberta Coimbra, assentada do MST.


O protesto foi pacífico e contou com encenação teatral, faixas, cartazes e distribuição de panfletos.

Confira todas as fotos aqui.

 

*Editado por Leonardo Fernandes