16265743_1395866920432474_7375336829596722449_n.jpg

 

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia


Localizada no Assentamento Josiney Hipólito, em Ituberá, baixo sul baiano, a Escola Técnica em Agroecologia Luana carvalho é símbolo de luta e resistência no Estado, pois é fruto das pautas de reivindicações entregues ao Governo do Estado durante uma grande marcha realizada em 2009.


Com o objetivo de ampliar a estrutura já existente e garantir melhores condições de ensino as crianças, jovens e adultos matriculados de toda região, o MST lança uma grande campanha de solidariedade para construção do refeitório da escola.


“Entender a Escola Luana Carvalho é entender a história política do MST, pois esta escola brota da luta”, afirma Obede Guimarães, do coletivo de educação, ao lembrar dos enfrentamentos travados por cada trabalhador e trabalhadora Sem Terra na construção de uma educação do campo de qualidade. E nesse sentido, pontua que novos desafios estão colocados para toda classe trabalhadora no campo da formação e da batalha das ideias.

16387223_1395866803765819_7782856728049286277_n.jpg


Após a construção da estrutura básica, os trabalhadores Sem Terra estão garantindo, gradativamente, a infraestrutura necessária para a prática educativa, no campo da formação técnica. Exemplo disso, foi o sistema de captação, filtragem e armazenamento de água da chuva, conseguido com o apoio do Sindicato dos Petroleiros.


Com a contribuição da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal do Sergipe (UFS) foram implementadas uma biblioteca e uma videoteca, que homenageiam a engenheira agrônoma Ana Primavesi,- uma militante que tem fortalecido diversas lutas em defesa de uma política ambiental comprometida com os interesses da classe trabalhadora.


Agora, com o desafio de construir um refeitório, as famílias assentadas estão aceitando doações de materiais, como bloco, cimento, areia, brita e madeira. Os interessados podem contribuir também com mão de obra e alimentação para os mutirões.


Além disso, estão aceitando também doações em dinheiro que estão sendo depositadas diretamente na conta da Associação dos Produtores do Assentamento Lucas Dantas.