99b09558-0b4b-459f-97e8-058af674279a.jpg
Educandos recebendo diplomas de alfabetizados no Maranhão. Foto: Alzerina Montello

 

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST


Depois de resultados importantes na redução dos índices de analfabetismo em municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humanos (IDH) do Maranhão, o Programa de Alfabetização “Sim, eu posso!” terá continuidade e será ampliado para mais regiões.


Os resultados finais desse primeiro projeto ainda esta em fase de conclusão, mas já são certos alguns números importantes, como os de Aldeias Altas, no nordeste do Estado, onde o município teve uma redução 35% no numero de analfabetos segundo dados da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular.

02863fe6-83af-473e-99bf-9593d041b872.jpg


Outros municípios também já tiveram a divulgação de seus resultados, em Santana do Maranhão a redução foi de 38%; e em Itaipava do Grajaú o índice caiu em 20%.


Todos os municípios atingidos pelo programa estão realizando eventos de formatura para a entrega do certificado de alfabetizado aos educando.


Continuidade e ampliação


A Jornada de Alfabetização que é um programa do Governo do Maranhão e tem o MST como parceiro, se realiza atualmente em oito dos 30 municípios de menores índices de Desenvolvimento Humano no Estado. No início desta semana o Governador Flávio Dino, anunciou que o Programa será ampliado para mais sete municípios, passando a totalizar 15 cidades beneficiadas.


Na primeira fase cerca de 07 mil pessoas foram alfabetizadas. O governador do estado, Flávio Dino (PCdoB) afirma com a ampliação a meta é que mais 19 mil novas pessoas possam ser assistidas pelo Sim, eu posso!


A coordenação do MST vê positivamente os números alcançados nessa primeira fase da Jornada. “É um momento do triunfo do trabalho coletivo, dá solidariedade de classe e uma ação junto aos que mais precisam”, afirma Simone Silva, pedagoga do MST e uma das coordenadoras do programa.

ae49ca01-15bb-4c2f-9c2e-9bf3e79c3627.jpg


Sobre a continuação da Jornada, Simone de forma aguerrida ressalta que hoje “temos uma equipe muito maior em 2017 para alfabetizar as 19 mil pessoas nestes municípios.”


O encerramento dessa primeira fase acontecerá nos dias 16 e 17 de fevereiro, em São Luís, onde acontecerá um seminário, com cerca de mil pessoas, entre voluntários, educandos, educadores e coordenadores, para construir um balanço geral da Jornada de Alfabetização.


*Editado por Iris Pacheco