WhatsApp Image 2016-11-28 at 13.08.41.jpeg

 

Por Mariana Motta
Da Página do MST
Fotos: Yohann Doná Telles

 

"Se não pudermos dar um passo no futuro não tem problema, muito caminho já foi feito.
Nossas crianças já não morrem mais de fome e nosso povo conquistou seu respeito.
Naquela sede que escondia pistoleiros hoje é uma escola que funciona sem parar,
ali adiante onde tinha uma porteira há uma bandeira convidando prá chegar”

Ademar Bogo


No ultimo sábado (26/11), Sem Terra comemoraram a conquista do prédio escolar no Assentamento Zumbi dos Palmares, em São Mateus no Espírito Santo.


A Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (E.M.E.I.E.F.) Assentamento Zumbi dos Palmares funcionava desde 2002 no casarão sede da antiga fazenda, de forma precária em estrutura, mas construindo permanentemente os valores e práticas da pedagogia do MST.


A escola atende aproximadamente 180 educandos e educandas do Assentamento Zumbi dos Palmares e comunidades camponesas próximas, da Educação Infantil ao 9º ano, trabalhando com a Pedagogia da Alternância.


“Estudo aqui desde a educação infantil e essa escola pra mim e outros educandos é um sonho. A gente estudava no casarão e era muito desconfortável, chovia e molhava as salas, além do forte calor nos dias de sol. Estamos muito felizes”, relata o educando Nestor Pereira, do 6º ano.

 

WhatsApp Image 2016-11-28 at 13.08.54 (1).jpeg


“A nossa escola é pública, com a participação da comunidade na sua gestão e orientada pela Pedagogia do Movimento. É uma escola que busca humanizar quem dela faz parte, pois nossa tarefa é formar seres humanos que tenham consciência de seus direitos, de sua dignidade”, afirma a educadora Mônica Walker dos Santos.


Para Sanuza Motta da Coordenação Estadual do MST, “a simbologia mais forte que fica para nós Sem Terra é a certeza da vitória através da persistência da luta sempre alicerçada nos princípios do MST. Foram 17 anos de intensa luta protagonizada pelos pais, educandos e educadores para garantir que num local onde foi o curral da antiga fazenda Rio Preto hoje é a nossa escola. Escola que é capaz de construir homens e mulheres com senso critico e de luta. Este dia sempre será lembrado e escrito na historia dos lutadores e lutadoras.”


Contexto de resistência negra


O município de São Mateus é historicamente marcado pela luta e resistência negra, a maior população negra do estado do Espírito Santo, com comunidades quilombolas e diversos assentamentos da Reforma Agrária. O Assentamento e a escola recebem o nome Zumbi dos Palmares em homenagem ao ultimo líder do Quilombo dos Palmares, uma nação de negros e negras fugidos da situação de escravidão nos engenhos da região do Nordeste brasileiro.


Nos últimos anos, foram fechadas mais de 36 mil escolas no campo em todo o Brasil. Em 2000 existiam 3.062 escolas no campo no Espírito Santo. Segundo os últimos dados divulgados pela Secretaria de Educação do Estado do Espírito Santo, já em 2009, esse número caiu para 1.715.

 

WhatsApp Image 2016-11-28 at 13.08.43.jpeg

 

 

*Editado por Rafael Soriano