7.jpg


Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia
Da Página do MST


As mais de 227 famílias Sem Terra que já conquistaram a imissão de posse da Fazenda Colatina, no município do Prado, extremo sul da Bahia, realizarão um ato neste sábado (29) para celebrar da demarcação das agrovilas agroecológicas nos dois assentamentos criados no local: Jaci Rocha e Antônio Araújo.


Sem perder de vista a histórica luta em defesa da Reforma Agrária Popular, os trabalhadores acreditam que o evento, que acontecerá no Assentamento Jaci Rocha, será um momento simbólico para fortalecer a unidade e provocar a sociedade a se somar ao processo de luta pela terra.


Demarcação


A partir da conquista da área, em 2015, as famílias começaram um processo de organização e demarcação da terra em agrovilas de acordo com as aptidões produtivas de cada um.


O processo garantiu a construção de assentamentos agroecológicos capazes de recuperar a fauna e flora da região, diminuindo o grande passivo ambiental provocado pelos monocultivos de eucalipto da antiga fazenda.


Os trabalhadores estão se organizando em 23 agrovilas, com a média de dez famílias em cada uma. O objetivo é potencializar a produção agroecológica, o intercâmbio de experiências e a construção coletiva do conhecimento.