WhatsApp Image 2016-08-11 at 17.05.53.jpeg
Juventude Sem Terra no Paraná (Foto: Wellington Leno) 

 

Da Página do MST 

 

Desde o último dia 6, jovens do MST em todo país se mobilizam na 7ª Jornada Nacional da Juventude Sem Terra, com o lema “Você tem fome de quê?”.

Com ações realizadas em dez estados de todas as regiões do país, a Juventude Sem Terra trouxe a bandeira da educação como prioritária, se posicionando firmemente contra o projeto “Escola Sem Partido”.


“Levantamos a bandeira em defesa da educação como central para nossa juventude. Não aceitaremos que nossa educação seja adestrada por essa burguesia conservadora brasileira, nós buscamos construir uma educação que seja crítica e emancipadora”, declara Paulo Henrique Campos, da direção nacional do MST pelo Coletivo de Juventude.


As ações acontecem em escolas, ruas, acampamentos e assentamentos onde o MST está organizado. Nas atividades são feitos debates de formação, de auto-organização da juventude na escola, oficinas, ocupações de terra e escrachos aos golpistas.


No município de São Cristóvão, na região metropolitana de Aracaju, capital de Sergipe, mais de 80 famílias ocuparam no último sábado (6), sob coordenação do coletivo estadual de juventude, a fazenda São José, de mais de dois mil hectares.


O acampamento será um espaço prioritário para juventude, elemento de conquistas materiais, da terra e também um espaço de formação e articulação política.


“A jornada é um momento de esquentar as baterias para as diversas lutas que iremos travar na luta contra o Golpe e pelos direitos da classe trabalhadora brasileira”, salienta Paulo Henrique. “Em momentos como esse de contradições, é uma tendência da classe trabalhadora ir às ruas e a juventude é a principal impulsionadora das lutas sociais”, conclui o militante.


Confira os demais destaques da Jornada:


Ceará


Jovens realizam debates sobre a organização da juventude nas escolas e educação. Os seminários ocorreram nas Escolas do campo de ensino médio Francisco Araújo Barros – Assentamento Lagoa do Mineiro, município de Itarema; Escola Nazaré Flor – Assentamento Maceió, em Itapipoca; Escola João Sem Terra – Assentamento 25 de Maio, Madalena; Escola Florestan Fernandes – no Assentamento Santana, Monsenhor Tabosa; e Escola Patativa do Assaré em Canindé. A jornada envolveu cerca de 1000 jovens e segue até amanhã (12).


Paraná 


Foram realizadas neste dia 11 duas ações: a primeira em Curitiba com escracho ao Senador Álvaro Dias, organizado pela juventude da Frente Brasil Popular. A outra ação foi em Laranjeiras do Sul, com 150 jovens num ato em defesa da educação.


Sergipe 


No último sábado (06), aconteceu, como parte da 7ª Jornada Nacional da Juventude Sem Terra, uma ocupação de terra na fazenda São José, município São Cristóvão, em Sergipe. Cerca de 80 famílias acampam no local, coordenadas pelo Coletivo Estadual de Juventude. O objetivo do acampamento é que seja um espaço prioritário para juventude e que seja um espaço de conquistas materiais, da conquista do lote, e também um espaço de formação e articulação política já que se localiza próximo à capital Aracaju.
 
Alagoas


Com muita música, intervenções, agitação e ocupações, centenas de jovens dos acampamentos e assentamentos da Reforma Agrária do estado de Alagoas mobilizam-se nos municípios de Piranhas, Delmiro Gouveia, Inhapi e Atalaia durante Jornada Nacional da Juventude Sem Terra. No município do Inhapi, no Alto Sertão Alagoano, os jovens ocupam a Secretaria de Cultura. Ainda no Sertão, os jovens das cidades de Piranhas e de Delmiro Gouveia ocupam as sedes das prefeituras dos municípios. Na cidade de Atalaia, a agitação dos jovens vindos das áreas de Reforma Agrária do município denunciando o descaso do poder público somou-se a luta unitária dos trabalhadores do campo e da cidade que estiveram em manifestação no dia de ontem (10).


Pará

 

Nesta quinta (11), O MST participa com 100 jovens do dia nacional de luta por educação. A concentração com mais de mil pessoas aconteceu em frente ao Mercado de São Brás e seguiu em marcha até a Assembleia Legislativa do Estado do Pará.


Maranhão 


Neste dia 10, a juventude Sem Terra se reuniu na Escola Oziel Alves no assentamento Nova Conquista, no município de Açailândia – Maranhão, para debaterem os desafios da organização dos estudantes dentro da escola.


Espírito Santo 


Compondo as atividades da Jornada da Juventude Sem Terra no estado do Espírito Santo, cerca de 60 jovens realizaram um curso de formação na temática da comunicação e da cultura. O curso aconteceu no Assentamento Vale da Esperança, em Santa Tereza, região Serrana, durante os dias 05 a 07 de agosto.


Mato Grosso 


Juventude Sem Terra realizou neste dia (12), um debate sobre os desafios de organização, na escola Florestan Fernandes no município de Cláudia. A atividade contou com a participação de 100 jovens.


Rio Grande do Sul 


Ontem foi o dia de cerca de 60 educandos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Paulo Freire, do Assentamento Posto Novo de Santana do Livramento, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, se mobilizar na 7ª Jornada Nacional da Juventude Sem Terra. Com o lema 'Você tem fome de quê?', eles debateram sobre a luta do MST pela democratização da terra, o uso de agrotóxicos na agricultura e o direito de todas as pessoas terem uma alimentação saudável – inclusive nas escolas.


Rio Grande do Norte 


Nos dias 12 e 13, a juventude Sem Terra se reúne para discutir sobre a educação brasileira, com momento de formação e de oficinas. As atividades se concentram no município de Touros com a participação de jovens dos municípios de João Camará, Pureza, São Miguel do Gostoso e Bento Fernandes.