IMG_1499.JPG

Por Catiana de Medeiros
Da Página do MST

 

“O Temer vai ganhar uma passagem pra sair desse lugar, não é de carro, nem de trem, nem de avião, é algemado no camburão. Êta! Temer, ladrão”.


Este é o trecho de música que cerca de 50 jovens do MST e Levante Popular da Juventude do Rio Grande do Sul cantam em intervenções na Esquina Democrática, Terminal Parobé e Largo Jornalista Glênio Peres, no Centro de Porto Alegre, na tarde desta sexta-feira (29). Eles denunciam a ilegitimidade do governo de Michel Temer (PMDB) e as medidas adotadas pelo interino.


“Estamos nas ruas para denunciar os ataques desse governo ilegítimo e golpista contra a democracia e os direitos da classe trabalhadora. Na figura de Temer está tudo o que há de pior no Congresso Nacional. Ele representa o retrocesso, o fascismo, o machismo, o racismo e a homofobia”, explica a Sem Terra Danieli Cazarotto.


Por meio da iniciativa, o grupo denuncia a intenção de Temer e de grupos ruralistas de liberar a venda de terras para estrangeiros, que é proibida no país desde o ano de 2010, e privatizar as empresas nacionais, o que comprometeria a soberania nacional.


Além de músicas, faixas e jograis também fazem parte da intervenção, que é organizada por movimentos que fazem parte da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo. Os jovens ainda fazem panfletagem e convidam a população para participar do 'Ato Cultural Não ao Golpe' no próximo domingo (31), no Parque da Redenção.

IMG_1505.JPG