Da Página do MST 


A agricultura familiar surge como processo de produção e consumo saudáveis. É dentro dessa perspectiva que nasce o Armazém do Campo, uma loja que contará com centenas de produtos vindos de assentamentos da Reforma Agrária, de pequenos produtores e de fabricação orgânica e agroecológica. A inauguração ocorre neste sábado a partir das 10h, na Alameda Eduardo Prado, 499.


Para Rodrigo Teles, coordenador executivo da loja, “o Armazém do Campo surge como alternativa de produção e comercialização em um momento em que a sociedade está cada vez mais preocupada com o que tipo de alimento que coloca em suas mesas”.


Ainda segundo Teles, o espaço irá abranger todo o território nacional, porque centralizará a distribuição de produção agroecológica de todo país na cidade de São Paulo.


Apesar da produção atual de comida ser suficiente para alimentar toda a humanidade, uma em cada sete pessoas no mundo passa fome, segundo informações do Relatório anual da Agência da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).


Soma-se a isso o fato do Brasil ser o maior consumidor de agrotóxicos do planeta - são ingeridos em média 5,2 kg de veneno agrícola por habitante.


Esse cenário de crise alimentar pede a urgência de um modelo alternativo, que não se limite apenas à produção, mas atente para problemas sociais e estruturais.


Dessa forma o projeto da agroecologia passará a ser atuante na cidade de São Paulo através da inauguração deste espaço, que possibilitará ainda maior disseminação da produção do campo.


A inauguração acontece sábado (30/07) das 10h às 19h, com atividades culturais e gastronômicas durante todo o dia.

 

WhatsApp-Image-20160726.jpeg