Por Comunicação da Via Campesina Brasil 


A juventude das organizações que integram a Via Campesina em Rondônia realiza sua Escola Estadual, são mais de 22 jovens vindos de todas as regiões do Estado, reunidos no Coletivo Luzinei Barreto, área na qual produzem e vivem de forma coletiva várias famílias. A experiência já tem oito anos. 


A escola iniciou suas atividades no dia 17 de julho e se estende até o dia 31 durante a V Festa Camponesa da Via Campesina no estado. Espaço este, em que os jovens têm a oportunidade de realizar formação teórica, política e prática. É importante destacar que a partir do dia 25 ao dia 31 os jovens irão compor a Brigada de Agitação e Propaganda da festa.


“Entre os dias 17 a 24 teremos a formação com os temas: Análise de Conjuntura, Soberania Alimentar, Teoria da Organização Política, Método de Trabalho de Base e Agitação e Propaganda”, destaca o jovem camponês do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Leomi Carmo.


Durante toda a Escola a juventude da Via Campesina Rondônia também cumpre a tarefa de preparação para a festa, indo desde a agitação e propaganda até a colheita produtos oriundos a Agricultura Camponesa. 


A V Festa Camponesa conta com Seminário que debaterá sobre Soberania Alimentar e Direito dos Camponeses, o qual será realizado no Barracão da Matriz de Ouro Preto do Oeste-RO, entre os dias 29 e 30 de julho deste ano. Assim como, com um Café Camponês que será aberto à comunidade no dia 31. 


A festa é organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e Comissão Pastoral da Terra (CPT) de dois em dois anos no estado de Rondônia.