Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia


Na manhã dessa última quarta-feira (13), centenas de trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra ocuparam a sede da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, cobrando a implementação de direitos, como a iluminação pública e o acesso ao programa “Luz para Todos” do Governo Federal.


Vitória Conquista possui 17 assentamentos de Reforma Agrária e, em algumas localidades, direitos básicos não chegam às famílias.


Com gritos de ordem, bandeiras e ferramentas de trabalho em punho, foi denunciado a morosidade da empresa em atender as demandas, compreendendo que fazem parte de uma pauta antiga do MST, e o não acesso a alguns direitos, como educação para jovens e adultos, que requer de energia elétrica já que as atividades acontecem durante a noite.


Para o Movimento, o processo de ocupação é legítima e importante para dialogar, principalmente, com a sociedade sobre o descaso que as pautas da classe trabalhadora vem sendo tratada.


Após uma rodada de negociação com o gerente da unidade foi acordado que, no máximo, em 30 dias uma equipe de técnicos da Coelba vão em todas as áreas para construir um diagnóstico, apresentando as principais demandas e desenvolvendo um plano de ação que visa o acesso a eletricidade pelas famílias.