13512174_1108060779229369_2250157420459195400_n.jpg

 

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia


Tendo as lutas populares como instrumentos de reivindicação para construção da Reforma Agrária, a última quarta-feira (29), foi marcada com a inauguração de duas Unidades de Saúde da Família (USF) no estado da Bahia.


As Unidades foram construídas nos assentamentos Menino de Jesus, em Água Fria no recôncavo, e Josiney Hipólito, em Ituberá no baixo sul, beneficiando milhares de trabalhadores das localidades e comunidades rurais vizinhas.


O acesso a saúde de qualidade é um ponto que sempre está presente nas pautas entregues pelo MST ao governo estadual e federal. Por isso, o Movimento afirma que é necessário realizar diversas marchas e ocupar os latifúndios improdutivos a fim de cobrar a implementação de direitos sociais.


As novas USFs foram recebidas com festa e mística, resgatando o processo histórico de luta que ficou presente nas diversas intervenções realizadas durante as inaugurações. Os atos contaram com a participação de representações políticas das regiões, das direções regionais do MST e das famílias beneficiadas.

13532775_1108060525896061_2797257277736916890_n.jpg


Lutas


Os Sem Terra estão em constantes processos de lutas por educação, laser, moradia, desenvolvimento da produção e claro, por acesso a uma saúde pública e de qualidade.


Pensando nisso, o MST aponta que historicamente a população camponesa é excluída de alguns direitos que são essenciais aos trabalhadores, além disso, vem sofrendo uma ofensiva direta do agronegócio através da exploração dos recursos naturais e da força de trabalho das comunidades rurais.


A conquista das Unidades de Saúde representa que a luta popular é uma base política que gera frutos e garante emancipação e dignidade.

 

*Editado por Maura Silva