photo715570199401703433.jpg

 

Da Página do MST

 

A unidade construída pela classe trabalhadora no mundo terá um marco político no Encontro Internacional da Juventude em Luta que acontece de 21 a 25/06, durante o 1º Festival Internacional da Utopia, em Maricá (RJ).


Com mística, animação, estudo e trabalho, a juventude propõe a ruptura com a lógica de dominação do capital internacional e a construção de um novo projeto de sociedade. Os jovens acreditam que, diante do avanço do conservadorismo e do fortalecimento do domínio imperialista sobre os povos do mundo, a unidade política é a base para a resistência e o enfrentamento.


Cerca de 300 participantes de 39 países e quatro continentes são esperados para ampliar o debate sobre a conjuntura política mundial, as relações internacionalistas, a solidariedade entre os povos, os desafios e o protagonismo da juventude.


Articulação internacional


O Encontro é fruto de uma articulação internacional da juventude dos movimentos sociais, que em 2015 reuniu jovens da África do Sul, Honduras e outros 23 países. Na ocasião, debateram a situação política de seus territórios e divulgaram um documento denunciando o imperialismo, capitalismo e o sistema neoliberal, como inimigos de seus países.

 

logo c fundo.PNG


Festival da Utopia


O Festival Internacional da Utopia será realizado na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. O megaevento acontece entre os dias 22 e 26 de junho, com diversas atividades culturais, intervenções artísticas e debates.


A organização do evento espera cerca de cinco mil visitantes. Estima-se ainda que pelo menos duas mil pessoas acampem no evento. Militantes, trabalhadores, artistas e a juventude de países, como Cuba, Vietnã, Índia, China e Venezuela, também estarão presentes.


Artistas brasileiros como a sambista Beth Carvalho, a banda Detonautas e o rapper Emicida participarão do evento. Entre as atrações internacionais, a médica e ativista Aleida Guevera e o escritor e ativista paquistanês Tariq Ali.