São Luiz.jpg

 

 

Por Gustavo Marinho
Da Página do MST

 

Localizada a 54 km da capital Maceió, a cidade de São Luiz do Quitunde, na Zona da Mata de Alagoas, receberá pela primeira vez a Feira da Reforma Agrária nos próximos dias 1, 2 e 3 de junho.


A Feira, que é organizada pelo MST, levará aos moradores da cidade de São Luiz uma diversidade de produtos vindos de acampamentos e assentamentos rurais de todo o estado, onde a população terá a possibilidade de comprar direto das mãos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.


"A possibilidade de realizar a Feira nas pequenas cidades pelo estado, nos garante propor um importante diálogo com a sociedade em relação a Reforma Agrária e a necessidade de termos uma alimentação saudável”, destacou Débora Nunes, da Coordenação Nacional do MST.


“É fundamental que cada vez mais a gente dialogue com o conjunto da sociedade, em especial nas pequenas cidades que possuem vários assentamentos ao redor, mas que muitas vezes quem vive na cidade não compreende a importância do camponês e camponesa que está na roça produzindo alimento livre de agrotóxico”, completa.


O MST em Alagoas já realiza por 16 anos consecutivos a Feira da Reforma Agrária em Maceió e completou suas 3 edições na região do Agreste do estado, com a Feira em Arapiraca. Além desses dois municípios que já estão no calendário dos camponeses, ainda esse ano, o MST deve realizar Feiras nos municípios de Atalaia, Junqueiro e Delmiro Gouveia.


Durante os três dias de Feira, os trabalhadores e trabalhadoras rurais ocupam a cidade de São Luiz com uma variedade de alimentos que devem ser comercializados abaixo do preço encontrado no mercado convencional. “Em nossa Feira estão presentes os frutos da luta pela terra em Alagoas. Tudo o que traremos para São Luiz do Quitunde são os resultados das nossas lutas, ocupações de terra e marchas”, disse Débora.


Todas as noites a Feira conta com atrações culturais da própria cidade e tem a abertura oficial marcada para às 17 h de quarta-feira (01).