20160510081635.jpg

 

Por Nieves Rodruigues
Da Página do MST

 

Famílias de acampamentos ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) bloqueiam a PA 275 entre Curionópolis e Parauapebas, na frente do  Acampamento Frei  Henri como ato da Jornada Nacional de Defesa da Democracia e dos direitos da classe trabalhadora, também denunciando a violência de pistoleiros que atacam o acampamento a mando do Fazendeiro Darlon Lopes.


No ultimo domingo (8) mais uma vez a Policia Militar e Civil age como segurança patrimonial privada, parando carros e motos e revistando tudo sem motivos a não ser de proteger o latifúndio.


O acampamento continua a sofrer ataques, na madrugada do dia 9 os pistoleiros voltaram a ataca as famílias com tiros e bombas.


O MST repudia todo tipo de violência e espera que o estado e todo poder judiciário se posicione e de uma resposta as famílias, que aguardam somente o fechamento  do processo que ainda tramita no Tribunal Regional federal do Pará.


Lembrando que no ultimo dia 4, no lançamento do Plano Safra o governo federal assinou o Decreto nº8738 que regulamenta a Lei 13001/2014. O decreto estabelece como publico alvo do Programa Nacional de Reforma Agrária, as famílias acampadas e reconhece os acampados como sujeitos de direito, aperfeiçoando o processo de titulação da terra.