Da Página do MST
Foto de capa: Joka Madruga


O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), vai realizar nesse sábado (9), às 10h, na Praça São Pedro, em Quedas do Iguaçu, região centro do Paraná, o Ato Nacional contra a violência, em solidariedade as famílias dos mortos, e pela Reforma Agrária.

A atividade resulta do ataque covarde promovido pela Polícia Militar e por seguranças da Araupel contra trabalhadores Sem Terra, organizados no Acampamento Dom Tomas Balduíno, no município de Quedas do Iguaçu, região central do Paraná, na tarde de quinta-feira (7).

Na ação violenta foram assassinados os trabalhadores rurais, Vilmar Bordim, de 44 anos, casado, pai de três filhos e Leonir Orback, de 25 anos, que deixa a esposa grávida de nove meses. Também foram feridos sete trabalhadores, além de dois terem sido detidos para depor, mas já foram liberados.

O ato contará com a participação de representantes dos Ministérios, Parlamentares, organizações e ativistas de direitos humanos, sindicatos, organizações populares, aliados da luta pela Reforma Agrária, e assentados e acampados do MST.