DSC_0090.jpg
Foto: Luiz Fernando


Por Luiz Fernando
Da Página do MST


Na manhã desta terça-feira (08), aproximadamente 2000 mulheres do campo e da cidade, saem às ruas da Aracaju em ato um unificado, construído por várias entidades, coletivos, sindicatos, movimentos sociais e populares afirmar a luta pela democracia e a garantia dos direitos das mulheres conquistados nos últimos anos.


Além de denunciar as violências sofridas pelas mulheres, já que são as primeiras penalizadas na crise do capitalismo, pois seus empregos são massacrantes e salários reduzidos.


Ao término do ato unificado as mulheres camponesas organizadas no MST e nos territórios da cidadania, seguiram em caminhada até a superintendência regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), levando a pauta da luta pela democratização dos meios comuns (terra, água e sementes), e por um modo de viver agroecológico. E em defesa dos direitos sociais, que implicam diretamente na vida das mulheres do campo.
 

DSC_0144.jpg
Foto: Luiz Fernando


Também visando a autonomia econômica e política dentro dos assentamentos de reforma agrária, foi entregue a pauta ao Superintendente regional do INCRA, André Bonfim e ao Secretário de estado da agricultura, Esmeraldo Leal, onde as mulheres formularam propostas de projeto de segurança alimentar e nutricional, considerando que insegurança e direito a alimentação saudável ainda é um problema social.


Ocupações de terras também marcaram a jornada de luta das mulheres no estado, entre elas a ocupação de um latifúndio da Fazenda Paruí, no município de Itaporanga D'juda, onde mais de 100 famílias reivindicam a conquista de um pedaço de terra para construir, uma vida digna no campo e produzir alimentos mais saudáveis.


Mais uma vez, as mulheres afirmaram seu compromisso com as lutas pelas transformações gerais na sociedade e denunciaram as reações da direita ao que já foi conquistado. A defesa e garantia da democracia está no centro da agenda política das mulheres brasileiras e de toda a América Latina.
 

DSC_0096.jpg
Foto: Luiz Fernando