Da Página do MST 

Desde o último dia 10 de novembro, os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) estão de greve em defesa da comunicação pública, contra os privilégios e também para garantir um reajuste digno. 


O MST entende que a luta contra a retirada de direitos da classe trabalhadora e por uma comunicação pública democrática é fundamental no processo de transformação da sociedade. Por isso, o Movimento manifesta seu apoio à greve dos trabalhadores da comunicação por meio de nota. 


Confira abaixo na íntegra. 


Nota em de apoio à greve dos trabalhadores da EBC


Viemos por meio desta nota, manifestar nosso apoio incondicional à greve dos trabalhadores da EBC, que iniciou último dia 10. Entendemos que a luta pela terra deve estar aliada à luta pela democratização dos meios de comunicação do País, que regulamente os meios, elimine o monopólio das empresas de comunicação e entretenimento e implemente um sistema público e democrático de comunicação. 


De forma que garanta a participação igualitária e a diversidade no debate de ideias na sociedade, em que todos os grupos sociais, entre eles os movimentos sociais populares, tenham direito a liberdade de expressão e acesso aos canais de comunicação.


Consideramos a importância da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) nesse processo e a necessidade na garantia de direitos dos trabalhadores da comunicação para o fortalecimento de uma comunicação pública democrática.


Os reajustes de salários são fundamentais para assegurar a melhoria das condições de trabalho e vida dos trabalhadores da comunicação, evitando a retirada de direitos, o sucateamento da EBC e o enfraquecimento da única empresa pública de comunicação no País.


Por isso, nos somamos à mobilização dos trabalhadores da EBC na luta por melhores condições de trabalho e por uma comunicação pública democrática.


Direção Nacional do MST