tooo.jpg


Da Página do MST


Cerca de 200 famílias do MST ocuparam na manhã desta terça-feira (27) a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Palmas (TO), para exigir a desapropriação de novas terras para a Reforma Agrária.


Com a ocupação, os Sem Terra visam chamar a atenção do governo federal para a necessidade urgente de viabilizar terra para assentar as famílias acampadas na região do Bico do Papagaio, de Guaraí e de Palmas.


As famílias que ocuparam o órgão já estão há mais de duas semanas acampadas em frente à sede do Incra aguardando uma resposta positiva do governo, que até agora não se manifestou com propostas concretas.


Dentre as pautas, os trabalhadores rurais cobram o resultado das vistorias de áreas destinadas a assentamento, a definição sobre a situação da Fazenda Farinheira e Santa Monica, uma audiência pública e maior empenho e acompanhamento sobre os conflitos agrários na região.