Arte POA 20 de agosto.png


Da Página do MST


Nesta quinta-feira (20), a classe trabalhadora do Rio Grande do Sul estará nas ruas de Porto Alegre em defesa da democracia e dos direitos sociais.


As atividades iniciam às 13h30, no salão da Igreja Pompéia, no bairro Floresta, com o lançamento do Movimento em Defesa da Democracia e dos Direitos Sociais e a elaboração da Carta de Porto Alegre, que será distribuída à instituições, entidades e sociedade em geral.


Às 17h, será realizada uma caminhada até a Esquina Democrática para ato contra o ajuste fiscal e a ofensiva da direita; em defesa dos direitos sociais, da liberdade e da Democracia; e por saídas populares para a crise.


A mobilização na Capital gaúcha faz parte das ações nacionais que estarão acontecendo nesta quinta em vários estados do Brasil. Recentemente, movimentos e organizações sociais divulgaram um manifesto, que convoca o protesto e reúne reivindicações do povo trabalhador brasileiro.


“Somos contra a pauta conservadora e antipopular imposta pelo Congresso: terceirização, redução da maioridade penal, contrarreforma política e a entrega do pré-sal às empresas estrangeiras. Além disso, estaremos nas ruas em defesa das liberdades: contra o racismo, a intolerância religiosa, o machismo, a LGBTfobia e a criminalização das lutas sociais”, diz o texto, que é assinado pelo MST, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), União Nacional dos Estudantes (UNE), Central Única dos Trabalhadores (CUT), entre outras organizações.