marcha_MT!.jpg


Da Página do MST


Cerca de 600 Sem Terra iniciaram uma marcha na manhã desta terça-feira (11) pela BR -364, que liga Santarém, no oeste do Pará, a Cuiabá (MT). 


Os trabalhadores pretendem chegar na quarta-feira (12) no Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) da capital mato grossense, com o objetivo de se reunir com o representante do órgão para discutir questões referentes à Reforma Agrária no estado. 


Segundo Idalice Rodrigues Nunes, da direção nacional do MST, o principal objetivo da marcha é exigir do governo estadual o imediato assentado das 2 mil famílias da região, além da suspensão do pedido de reintegração de posse de três áreas onde famílias Sem Terra estão acampados. 


“Apesar de estarmos vivendo um dos piores períodos da Reforma Agrária em nosso país, mais do que nunca seguimos firmes, acreditando que a luta e a organização social é o caminho para conquistarmos nosso direito à terra e a uma vida digna para todas as famílias Sem Terra”, disse Nunes.


Os Sem Terra também aproveitam a mobilização para comemorar o aniversário de 20 anos do MST no estado, além de celebrar a realização da feira estadual da Reforma Agrária na próxima sexta-feira (14) no bairro Quilombo, em Cuiabá.