Logo Frente.jpg


Da Frente em Defesa da Alimentação Saudável


A luta dos Sem Terra pela produção de alimentos sadios será reforçada na manhã desta sexta-feira (7), através do seminário “A Realidade e as Consequências do Uso de Agrotóxicos no Rio Grande do Sul e no Brasil” e o lançamento da Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa dos Alimentos Saudáveis.


O evento, organizado pelo mandatos dos deputados estadual Edegar Pretto e federal Dionílso Marcon, ambos do PT, será realizado no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa do RS, com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.


Segundo o deputado Edegar Pretto, o objetivo do seminário é reforçar o alerta à sociedade sobre os malefícios do uso dos agrotóxicos e discutir alternativas e políticas públicas que estimulem outros modelos de produção, diferente do atual.


“O uso de veneno na produção de alimentos representa um sério problema de saúde pública. Por isso estamos chamando a sociedade para criarmos uma consciência coletiva”, explica.


Além da participação da ministra Izabella Teixeira, o evento terá painéis com representantes dos ministérios da Saúde e Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Saúde do Estado e Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan).


O MST estará representado pelo dirigente estadual Emerson Giacomelli, que participará de debate junto a trabalhadores da Embrapa Clima Temperado, Federação Nacional de Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Fetraf),Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), entre outros.


Para a dirigente nacional do MST, Sílvia Reis Marques, a iniciativa se soma à luta do movimento Sem Terra na produção de alimentos sadios e livres de agrotóxicos, através de diálogos com a sociedade, considerando-os fundamental no processo de conscientização da população.


“As pessoas precisam compreender que estão sendo envenenadas e a sociedade civil e órgãos públicos devem ser aliados no combate ao uso abusivo de venenos, que só traz complicações à saúde, e gera a degradação do meio ambiente e dos bens da natureza. Essa luta deve ser diária, permanente e do conjunto da sociedade”, declara Sílvia.


De acordo com o deputado Dionilso Marcon, além de conscientizar a população, o seminário é um pontapé inicial para estabelecer normas protetivas ao uso de agrotóxicos.


“Esperamos que a sociedade participe, questione e exija mudanças. Estamos defendendo nosso futuro e de nossos filhos,” disse Marcon.


O evento terá transmissão da TV Assembleia a partir das 9h30 no link http://www2.al.rs.gov.br/
 

Convite Seminário (2).jpg

Lançamento da Frente em Defesa da Alimentação Saudável


Durante o seminário será lançada a Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa da Alimentação Saudável, idealizada pelo deputado Edegar Pretto.


“Nosso intuito é ampliar o debate e colocar a Assembleia Legislativa gaúcha dentro das construções de políticas públicas em defesa dos consumidores e produção de alimentos saudáveis”, argumenta o parlamentar.