DSC01275.JPG

Por Paulo Henrique
Da Página do MST


Cerca de 200 educadoras e educadores participaram do 16° Encontro Estadual de Educadores e Educadoras das áreas de Reforma Agrária do estado de Pernambuco.


As atividades foram realizadas no Centro de Formação Paulo Freire, no Assentamento Normandia, em Caruaru, entre os dias 20 a 24 de julho.


O encontro teve um caráter preparatório para o 2° Encontro Nacional dos Educadores e Educadoras da Reforma Agrária (ENERA), que acontecerá de 21 a 25 de setembro em Luziânia, e, Goiás.


Acampados, assentados, jovens e estudantes de diversos assentamentos e acampamentos do estado, assim como educadores que atuam nas áreas da reforma agrária, debateram durante cinco dias a conjuntura educacional brasileira. 


Os participantes debateram a educação nas áreas de Reforma Agrária e o seu papel na construção da Reforma Agrária Popular como condição da emancipação humana, além dos desafios da organização na construção de um outro projeto de sociedade.


Outro ponto em destaque foi a ofensiva do capital sobre o processo educacional brasileiro. Os educadores apontaram os impactos da lógica mercantilizada sobre a educação, cada vez mais submetida à lógica de grandes grupos financeiros.