IMG-20150717-WA0064.jpg


Da página do MST 


Nesta sexta-feira (17), cerca de 200 pessoas de diversos movimentos populares brasileiros participaram do ato em solidariedade ao povo venezuelano que ocorreu em Brasília.  A atividade teve início logo pela manhã, quando os movimentos deram as boas vindas ao Presidente Nicolás Maduro, que estava no país para a reunião da cúpula de chefes de Estado do Mercosul. 


Pela tarde, o repertório do Mambembrincante deu o tom da cultura brasileira na abertura do ato. Resultado de uma fusão de instrumentos e ritmos de diversas partes do Brasil, a participação do grupo com a incorporação do personagem jaraguá, lembrou a riqueza de cores e alegria que faz parte da vida do povo da América Latina e que constrói essa Pátria Grande! 
 

802332294_21086.jpg
Foto: Mídia Ninja


Para Geraldo Gasparin, da coordenação nacional do MST, a unidade latino-americana é fundamental no enfrentamento ao avanço do capital no continente. 


"Só é possível derrotar o imperialismo quando os povos se solidarizarem na integração latino-americana. O capitalismo já não tem nada a oferecer para a humanidade a não ser a destruição e a miséria", ressaltou. 


Representante do governo da Venezuela no ato, Amílcar Carvajal, saudou à todos e enfatizou a importância da solidariedade latino-americana diante dos ataques que o povo venezuelano tem sofrido. 


"Só uma gota não faz uma chuva, mas quando muitas gotas se juntam podemos mover montanhas. É o que desejamos alcançar com o povo latino-americano, pois compartilhamos o sonho de viver melhor. A abordagem capitalista significa destruição e a opção do povo venezuelano é a revolução bolivariana", salientou Carvajal.


Além do MST, também estiveram presentes representantes do Comitê de apoio à Venezuela no Brasil, do Movimento Mulheres Camponesas (MMC), Movimento de Pequenos Agricultores (MPA), da União Nacional dos Estudantes (UNE), da CUT, entre outros.
 

802132304_21074.jpg
Foto: Mídia Ninja