doação_alimentos.jpg

Da Página do MST


As famílias carentes do bairro de São Brás, no município do Prado - extremo sul da Bahia – receberam a solidariedade dos trabalhadores Sem Terra, que doaram 4 toneladas de alimentos produzidos nos Assentamentos e Acampamentos do MST, nesta segunda-feira (20).


A comunidade recebeu uma diversidade de frutas, verduras e legumes, além de alimentos básicos como feijão, farinha de mandioca e arroz. A entrega dos alimentos foi acompanhada pelo debate da Reforma Agrária e soberania alimentar.


Carlos Roberto, da direção estadual do MST, falou sobre os grandes monopólios da produção, distribuição e comercialização de toda cadeia produtiva de alimentos, que acaba dificultando o acesso à alimentação para parcela da população.


“A agricultura camponesa produz alimentos saudáveis, conseguindo garantir uma produção em grande escala que beneficie toda população, sem a exploração do trabalho e consolidando uma sociedade emancipada”, ponderou.


Outro elemento pontuado durante a entrega dos alimentos foi à invisibilidade dada pelos grandes veículos de comunicação em relação à produção camponesa e a criminalização da luta pela Reforma Agrária.


“70% dos alimentos que estão na mesa dos trabalhadores vêm dos pequenos agricultores. Porém, ninguém fica sabendo, e as empresas de comunicação, financiadas pelo agronegócio, escondem essas informações da população”, enfatizou Carlos.


As cerca de quatro toneladas de alimentos que foram doadas tem como base a produção agroecológica, sem o uso de agrotóxicos.


Nos próximos dias os Sem Terra pretendem levar alimentos da Reforma Agrária a outros bairros do Prado.