Por Uriel Meneses
Da Pagina do MST

 

A juventude do Movimento Sem Terra juntamente com o Levante Popular da Juventude realizou entre os dias 17 a 20 de abril, o 1º Curso Popular da Juventude, na Universidade Estadual do Maranhão-UEMA, em São Luís. 


A atividade contou com a participação de aproximadamente 250 jovens de diferentes regiões do estado.


Durante os quatro dias os jovens estudaram e debateram o papel da juventude no campo e na cidade pela transformação da realidade do estado do Maranhão e do país.


O encontro foi regado de poemas, músicas e palavras de ordem que motivam e convocam a juventude trabalhadora maranhense para a luta.


O encerramento da atividade aconteceu na segunda feira, 20 de abril, no centro histórico da cidade de São Luís, com a realização de um ato público contra todas as formas de exploração, violência e degradação que atinge o jovem do campo e cidade.


As falas, músicas, palavras de ordem e cartazes, abordaram o extermínio da juventude negra, a defesa dos direitos LGBTIs, soberania alimentar, implementações de políticas educacionais para os jovens.


Dignidade e respeito, ecoou na voz da juventude mobilizada que denunciava a forma de atuação violenta, corrupta e mentirosa da mídia burguesa, expressada principalmente pela Rede Globo.