2015mulheresPE.jpg

Da Página do MST


Na capital pernambucana, em Recife, mais de 600 mulheres do MST, da Pastoral da Juventude Rural (PJR), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Levante Popular da Juventude e Marcha Mundial das Mulheres (MMM) ocuparam, na manhã desta segunda-feira (9), a sede do Ministério da Agricultura e a Secretaria de Agricultura do Estado.


A ação faz parte de um conjunto de mobilizações da jornada de luta das mulheres camponesas, que contam com a presença de diversas organizações e movimentos sociais de mulheres do campo e da cidade.


Segundo as mulheres, o objetivo é denunciar a violência contra a mulher tanto no campo quanto na cidade, e o agronegócio enquanto modelo agrícola que acaba por centralizar a produção.


Além da denuncia, os movimentos sociais também procuram apresentar como alternativa à produção agrícola do agronegócio o modelo da agroecologia.