feira CE capa.jpg


Por Aline Oliveira e Tiago Pereira
Da Página do MST


Na manhã desta quinta-feira (19/12), o MST no Ceará deu início à mostra cultural e feira da Reforma Agrária, que faz parte da programação do XXVII Encontro Estadual e comemoração dos 25 anos do MST no estado.

O evento traz uma grande variedade de produtos, como castanha de cajú, feijão, farinha de mandioca, algas marinhas, doces, queijo, rapadura, entre outros tipos de alimentos, além de produtos artesanais, como crochê, renda, bijuterias, confecções de blusas personalizadas com lutadores do povo, bolsas, trabalhos em madeira, telhas e em gesso, dentre outros.

Com toda essa comercialização dos produtos, o objetivo é também divulgar a marca da Reforma Agrária “Terra Conquistada”, criada pela Cooperativa Central das áreas de Reforma Agrária do Ceará, com o intuito de demarcar território nas regiões e mostrar que os assentamentos também tem potenciais produtivos, agregando valor aos produtos.

feira ce 1.jpg


Para Messias Bezerra,coordenador do setor de produção do MST, “a feira tem um papel fundamental de mostrar e afirmar que somos capazes de produzir alimentos saudáveis com base nos principios agroecologicos, sem o uso de agrotóxicos”.

Segundo André Luís Viana, educador e assentado no assentamento 25 de Maio, “a feira mostra a riqueza em diversidade de produtos que existem nos assentamentos, valorizando e divulgado os nossos produtos, promove interação e troca de experiência entre os camponeses Sem Terra, além de mostrar para a sociedade que essa é a prova viva de que a Reforma Agrária dá certo”.

A feira acontecerá até sábado (20/12), dia do encerramento do XXVII Encontro Estadual do MST Ceará.