release_palestrantes (1).jpg

Da Lecera


Há exatamente um ano era realizado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) o Seminário Internacional A produção contemporânea de alimentos para a humanidade: impasses e desafios II. Os convidados do evento, que têm formação e atuação em diferentes áreas, posicionaram-se a respeito de temas cruciais no que diz respeito à produção e ao consumo neste novo milênio. Idealizado pelo Laboratório de Educação do Campo e Estudos da Reforma Agrária (LECERA), da UFSC, o seminário contou com financiamento da CAPES.


Entre os principais assuntos, destacaram-se a produção de alimentos geneticamente modificados (os transgênicos), bem como os agrotóxicos e as companhias multinacionais que detêm o mercado de commodities; as relações entre o agronegócio e os impactos sociais e ambientais deste modelo de produção; a agricultura familiar e a produção de alimentos agroecológicos; e as proposições do movimento chamado de Decrescimento Econômico, que apresenta uma proposta de reorientação socioeconômica e cultural das populações frente à catástrofe ambiental que se insinua a cada ano com maior veemência.


“Deste encontro, eu destacaria o rigor com que foram reiterados os limites físicos do planeta e a profunda reflexão crítica acerca da questão alimentar e seus nexos culturais e políticos, expressos numa forma específica de organizar a vida centrada no consumo irracional de mercadorias”, lembra o Prof. Clarilton Ribas, coordenador do seminário.


O LECERA disponibiliza, a partir de agora, a íntegra do registro audiovisual de todas as falas e debates do seminário. O material, que tem mais de 10 horas no total, foi cuidadosamente montado e dividido em 9 vídeos, de modo que o espectador possa ir diretamente a uma fala ou a um debate sobre um tema específico. Assim, esperamos ampliar o alcance desses debates, além de manter sempre disponível o acesso às informações divulgadas pelos convidados.