Da Página do MST


Durante os dias 14 a 16 de outubro, cerca de 500 Sem Terrinhas, filhos e filhas de trabalhadoras e trabalhadores rurais sem terra, participam do 17º Encontro Estadual dos Sem Terrinha, no Parque de Exposições, em Esteio (RS).


Com base no lema: “Somos filhas e filhos de uma história de luta”, as crianças de 07 a 12 anos, reivindicam escolas nos assentamentos e acampamentos, voltadas para a realidade das famílias do campo e políticas públicas para a produção de alimentos saudáveis.


Segundo a coordenadora estadual do setor de educação do MST, Josene dos Santos, nesse contexto, os Sem Terrinha exigem a qualificação e ampliação das escolas do campo no estado e municípios, com a construção de 16 escolas de ensino médio e reforma de seis escolas de ensino fundamental nos assentamentos.


Na programação do Encontro está previsto para os sem terrinhas a vivencia de momentos com brincadeiras, místicas, organização, estudos, atividades culturais, esporte, lazer e luta.  


Em comemoração ao dia de Ação Global pela soberania alimentar e contra as transnacionais, na quinta-feira (16), a partir das 13h30, as crianças realizam ato público de doação de arroz orgânico, no mercado público, de Porto Alegre.


Este ano também as crianças Sem Terra, também realizam uma Amostra Cultural dos 30 anos do MST e prestam solidariedade ao povo palestino, especialmente as crianças, que são as que mais sofrem com a ocupação ilegal e as privações impostas pelo Estado de Israel.


O Encontro faz parte da Jornada Nacional dos Sem Terrinha do MST, realizada desde 1994, durante a semana do Dia da Criança, nos meses de outubro.