Da Página do MST

Nesta sexta-feira (13/06), a 85ª Caravana da Anistia do Ministério da Justiça realiza ato solene e sessão de julgamento sobre o acampamento Encruzilhada Natalino, no Salão Paroquial em Ronda Alta (RS).

A atividade presta homenagem a todos os brasileiros que lutaram contra a ditadura militar, pela redemocratização do país e seguem lutando pelo direito à memória, à verdade e à justiça.

Segundo o coordenador da Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo, Leandro Gaspar Scalabrin, a sessão de julgamento dos casos do acampamento Encruzilhada Natalino representa uma vitória e o reconhecimento de que os camponeses também têm direito à memória e à justiça.

O ato de abertura da Caravana acontece às 13h00 horas, com a presença do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, do presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão Pires Júnior e de um dos coordenadores nacionais do MST, João Pedro Stédile.

Também estão previstas, a partir das nove horas, ato de inauguração de monumento em memória aos perseguidos políticos do acampamento Encruzilhada Natalino; sessão de julgamento dos processos de anistia política de apoiadores e integrantes do acampamento e exibição de documentário.

A 85ª Caravana da Anistia tem como foco a celebração das lutas do acampamento, organizadas pelos trabalhadores Sem Terra, que contribuíram na fundação do MST e de outros movimentos de luta pela terra no país. Estes enfrentaram a ditadura militar, na tentativa de transformar o Brasil num país mais igualitário e democrático.

Na sessão de julgamento da Caravana, em Ronda Alta, serão julgados os processos de anistia política do Padre Arnildo Fritzen, Angelin Antônio Campigotto, Zolmir Antônio Calegari, Inês Calegari, Ivete Vieira, Maria Salete Campigotto e Miguel Gonçalves Vieira, os quais foram acampados e protagonistas na luta da Encruzilhada Natalino contra a ditadura.

No último dia 01 de abril, o Brasil denunciou os 50 anos do golpe civil-militar que iniciou em 1964 e durou até 1985, um ano após ter ocorrido uma das maiores mobilizações de rua da história brasileira, as Diretas Já!, com atos iniciados no dia 24 de janeiro de 1984, há 30 anos.

PROGRAMAÇÃO


85ª Caravana da Anistia da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça

13 de junho (sexta-feira), no Salão Paroquial de Ronda Alta. Rua Duque de Caxias, 12.


9 h – Ato de inauguração do monumento em memória aos perseguidos políticos do acampamento Encruzilhada Natalino na Praça Mose Missio, Ronda Alta.
10h – Exibição do filme “Ainda hoje existem Perseguidos Políticos”
11h – debates
13 h – Sessão de abertura da Caravana com a presença de autoridades;
13h30 – Mística e Sessão de Homenagens aos acampados da Encruzilhada Natalino e as entidades que apoiaram o movimento;
14 h – Sessão de Julgamento do processo de anistia política do Padre Arnildo Fritzen e de camponeses que foram perseguidos pela ditadura militar na Encruzilhada Natalino;
18 h – Encerramento