Por Gianini Hackbardt
Da Página do MST


A Central Única dos Trabalhadores (CUT) entregou uma placa de homenagem aos 30 anos do MST durante a 13° Plenária Estatutária, que aconteceu no último domingo (18).


O representante da direção nacional do MST, Ênio Bonenberg, agradeceu em nome de todos os Sem Terra acampados e assentados, afirmando que “nós nunca tivemos na história do Brasil 30 anos sem interrupção de organização popular.” 


E que por isso MST e CUT “são acúmulo histórico da luta dos trabalhadores, frutos do reascenso de massas, construídos juntos num momento em que era proibido fazer greve e ocupar terra.” Ele ainda ressaltou que “talvez esteja no momento de voltarmos a fazer algumas coisas que não nos permitem mais, não podemos ficar só no campo institucional.”


Nestas três décadas de MST, a CUT sempre apoiou o Movimento, impulsionando e fortalecendo sua resistência com a perspectiva de unidade da classe trabalhadora. 


A placa será replicada e ficará exposta na secretaria estadual de Minas Gerais e na Secretaria Nacional do MST, onde se encontram centenas de homenagens já recebidas pelo Movimento.