Da Página do MST

Mais de 150 famílias do MST pertencentes ao acampamento Carlos Marighella, no estado do Tocantins, ocuparam nesta quinta-feira (01/05) a fazenda Novo Mundo, situada no município de Araguatins (TO). A área se encontra em situação improdutiva e abandonada.

Este latifúndio está sob controle da família do Sr. Pedro Vilarino, a qual o movimento afirma que o Incra, há mais de seis meses, já deveria ter iniciado processo de desapropriação para o assentamento das famílias Sem Terra.

A ação dos trabalhadores é uma resposta à morosidade do Incra. Os Sem Terra pretendem permanecer na área até o instituto iniciar e conclui o processo de desapropriação e implantar o assentamento. Estima-se que é possível promover assentar mais de 60 de famílias Sem Terra da região.
 

“A área deve ser destinada para Reforma Agrária. Nós queremos a terra para produzir e viver”, salientou uma acampada do movimento, Adriana Neves.