Da Página do MST

No último dia 14 de abril, cerca de 80 famílias Sem Terra ocuparam a Fazenda Renegado no município de Vazante, região Noroeste de Minas Gerais. A fazenda, que estava abandonada no momento da ocupação possui aproximadamente 2.000 hectares, está improdutiva e sem documento, ou seja, totalmente ilegal.

De acordo com as famílias, o suposto dono, Constantino, teria ganhado a área como herança de Tito Ferreira, que já movimentou cerca de 10.000 hectares de terras na região de forma ilegal.

No momento, as famílias estão aterrorizadas diante das ameaças do suposto dono o qual diz a todo o momento que se não saírem por bem, sairão por mal, e que vai levar jagunços.

Muitos Sem Terra afirmam que a situação é crítica, pois no local pode a qualquer momento acontecer um massacre como o que ocorreu em 2004 no município de Felisburgo, quando o fazendeiro Adriano Chafik e mais 17 pistoleiros entraram no acampamento Terra Prometida, na fazenda Nova Alegria, e assassinaram cinco trabalhadores rurais Sem Terra e deixaram mais de 20 gravemente feridos.

No Acampamento José Beraldo, as famílias reivindicam a vistoria da Fazenda Renegado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o acompanhamento das autoridades competentes, proteção e punição diante das constantes ameaças que o fazendeiro está fazendo e assentamento de todas as famílias que estão no local para que possam trabalhar, produzir e viver com dignidade.