Da Página do MST 

A juventude cearense saiu às ruas da capital Fortaleza para denunciar 50 anos do Golpe Militar de 1964, na manhã desta terça-feira (1).

A marcha seguiu em direção ao hospital do exército brasileiro, sedes de meios de comunicação (Rede Globo, Grupo cidade de comunicação) e para Assembleia Legislativa do estado do Ceará.

Durante a ação, os jovens denunciaram o apoio das Organizações Globo ao golpe e a carta assinada pela maioria dos deputados da Assembleia Legislativa em apoio a redução da maioridade penal.

Além disso, cobraram do estado brasileiro punição aos torturados da ditadura.

O ato foi realizado por vários movimentos sociais e de juventude, como a Via Campesina, MST, União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Levante Popular da Juventude, Juventude Pátria livre, União da Juventude Socialista (UJS), Quizomba, enegrecer, Juventude do PT, Marcha Mundial de Mulheres, grupos de cultura, entre outros.