Por Geanini Hackbardt
Para a Página do MST

Trabalhadoras Sem Terra da Zona da Mata Mineira organizaram nesta manhã do 8 de março, uma marcha, até o município de Goianá, sede atual do pré assentamento Denis Gonçalves. 

 
Cerca de 100 pessoas, entre homens, jovens, mulheres e sem terrinhas chegaram à cidade para reivindicar um agente de saúde e o atendimento médico no pré-assentamento, fim da discriminação dentro do posto de saúde e a melhoria dos serviços oferecidos para toda população, melhorias no transporte escolar e a criação de uma feira livre para que os frutos da produção da terra recém conquistada sejam comercializados.
 
O processo de organização da marcha levou em conta a questão de gênero, amplamente discutida com os assentados em espaços de formação feminista para homens e mulheres. Por isso, a coordenação do ato foi feita por mulheres, enquanto os homens se responsabilizaram pelos cuidados com as crianças e pela a alimentação.