Por Geani Paula e Viviane Brígida
Da Página do MST

 

As apresentações culturais animaram os intervalos e noites do VI Congresso Nacional do MST.Teatros, cinema da terra, muita música e poesia dos artistas populares da Reforma Agrária alegraram os 15 mil participantes do encontro.

“No VI Congresso a gente conseguiu reunir uma gama de grupos da militância do MST e também de parceiros aliados”, diz Levi de Souza, do coletivo de cultura do MST, sobre as apresentações que ocorreram durante a semana, e comenta que a marca desse congresso foi a feira das regiões, onde ocorreram várias manifestações artisticas.

Durante a semana do congresso houve um caminhão de som com telão e palco, onde na hora dos intervalos eram passados vídeos que foram produzidos pela equipe de audiovisual, e também apresentações teatrais que os estados prepararam, trazendo temas que debatem com a sociedade.

Para Levi, um ponto positivo é que o MST cresce e a cultura cresce juntamente com ele. “A cada congresso, essas apresentações se tornam maiores”. Um palco musical teve aprsentações desde o sul do Brasil ao forró pé de serra do nordeste, e isso fez com que as culturas de todas as regiões fossem representadas .

Místicas

A cada manhã uma região do país apresentou a mistica de abertura do dia. Começando pela região sul e terminando com a região centro-oeste.

 “As misticas não começam só no congresso, mas sim nas bases, onde as delegações debatem os temas para poderem trazer ao congresso”, diz Levi.