O Acampamento 1° de Agosto, localizado em Cascavel, região Oeste do Paraná, recebe hoje, 50 aparelhos de televisão e 50 aparelhos de DVD. Os eletrônicos serão utilizados na alfabetização de jovens e adultos do método cubano "Sim, eu posso", que conta com 46 turmas na região Oeste e Noroeste do estado. Os aparelhos estão sendo doados pela Secretária de Educação do Paraná.

Hoja às 14 horas o secretário da pasta, Maurício Requião, visita o Acampamento para fazer a entrega. O secretário participa do ato oficial de entrega dos equipamentos e visita a Escola Itinerante Zumbi dos Palmares, que fica no acampamento e atende 500 estudantes, com educação infantil, ensino fundamental e médio.

A escola Zumbi dos Palmares é responsável pelo maior número de estudantes da Escola Itinerante, no estado. Ao todo são 11 Escolas Itinerantes, nos acampamentos, com cerca de 1.400 estudantes e 180 educadores.

A iniciativa demonstra o apoio da Secretaria à Campanha de Alfabetização do MST, lançada durante do 5° Congresso Nacional, realizado em junho, em Brasília. “A atividade afirma o compromisso da Secretaria de Estado da Educação, com o MST e os trabalhadores do campo, apoiando o projeto de educação da Escola Itinerante, Alfabetização de Jovens e Adultos e as escolas de assentamentos", ressalta Alessandro Mariano, coordenador estadual do setor de educação do MST.

A Secretaria também está reproduzindo 11 mil cartilhas do método cubano e 50 Kits, com 64 telenovelas, que irão promover alfabetização em três meses.

A criação das 46 turmas, na região Oeste e Noroeste do Paraná pretende alfabetizar cerca de 500 pessoas. A experiência inicial, com o método cubano foi realizada ano passado, quando foram alfabetizadas mais de 100 pessoas. Para 2008, a previsão é avançar na alfabetização do Sem Terra, da região Norte e Centro-Oeste, com cerca de 200 turmas.

O método cubano "Sim, eu posso", é aplicado através de vídeo, com o auxílio de monitores, que ensinam a ler e escrever em 35 dias. No Paraná, este método está sendo utilizado como ferramenta de alfabetização e estendido para um período de três meses. Em seguida serão desenvolvidos mais cinco meses de circulo de cultura, para consolidar a alfabetização, desenvolver a escrita e a escolarização.